Seguro para celular evita prejuízos no Carnaval

Seguro para celular evita prejuízos no Carnaval

Companhia incorporada e inseparável até na folia, seja para a selfie ou para pedir o táxi ou o Uber, o smartphone é um dos itens que mais chama a atenção dos ladrões durante o Carnaval.

celular-768x451
Por isso, além de se precaver com cuidados especiais para não ficar sem o aparelho, ainda dá tempo de investir num plano de seguros para celular.

No ano passado, em Goiás, a Secretaria de Segurança Pública registrou 14.284 ocorrências de furto de celular e 18.680 ocorrências de roubo de celular. Em São Paulo, a respectiva secretaria apurou que, em 2017, nos fins de semana de carnaval e pós-carnaval, a média de 388 furtos nos fins de semana comuns subiu para 1.424.

Em ambientes de acesso controlado, como clubes, casas de show, restaurantes ou em bares, o descuido dos proprietários pode custar caro. Por isso, é importante evitar deixar o smartphone em cima de mesas ou bancadas, onde eles podem ser facilmente esquecidos ou furtados.

As dicas para proteger seu aparelho em espaços abertos vão desde manter o objeto numa bolsa pequena junto ao corpo, do tipo transversal ou pochete, ou apelar para aquelas de modelos específico para turista, que ficam por dentro da roupa. Resistir às selfies pode ser difícil, mas racionar a prática ou usar de certa discrição valem a pena para não chamar a atenção de assaltantes.

“Não se afastar do seu grupo é uma medida importante para quem vai para a rua, pois os ladrões de smartphones preferem vítimas isoladas”, aconselha Roney Almeida, vice-presidente do Sindicato dos Corretores de Seguros de Goiás (Sincor-GO). “Não esperar o táxi ou Uber na rua, com o aparelho na mão, é outra medida indispensável para manter sua segurança”, afirma.

No entanto, a melhor precaução para evitar o prejuízo é investir num seguro para roubos e furtos de celular e escolher entre os vários tipos de planos e coberturas disponíveis no mercado. “A maioria deles já oferece cobertura a partir de 24 horas, mas para evitar surpresas, é importante ler com cautela as cláusulas do contrato, com a orientação do corretor de seguros de sua confiança”, diz.